terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Atraso de Ronaldinho evidencia guerra interna com Luxemburgo

Isolado, Luxemburgo precisa de uma vitória nesta quarta, sobre o Potosí, pela primeira fase da Libertadores


Atraso de Ronaldinho pôde ser constatado pois Luxemburgo abriu
o treino mais cedo (Foto: Flaimagem)
A relação entre Vanderlei Luxemburgo e Ronaldinho virou um verdadeiro jogo de xadrez, repleto de cenas de bastidores. No último episódio, o atraso do meia-atacante para o treinamento de segunda-feira, realizado no CT do Ninho do Urubu, mais uma vez chamou a atenção. Foi outra mexida de peça do técnico, que vive momentos turbulentos e conflitantes dentro do clube.

Inexplicavelmente, o treinador abriu o treino do Flamengo à imprensa uma hora antes do normal. Luxemburgo gosta de fazer treinos, parcialmente ou totalmente fechados às vésperas dos jogos. Nesta segunda, no dia do atraso do "desafeto" Ronaldinho, decidiu fazer uma concessão e abrir o treino mais cedo.

Os jornalistas puderam flagrar o atraso do atleta e a cena em que Ronaldinho dá um beijo no treinador. Não se sabe se foi um pedido de desculpa ou um fato irônico. Recentemente, o camisa 10 disse a amigos que o treinador estaria sem clima e que a saída seria melhor para o Flamengo.

O treinador, ciente que Ronaldinho teria que se desculpar pelo atraso, pode ter aberto o treino propositalmente para tirar proveito do momento e ganhar munição na guerra interna no Flamengo.

Luxemburgo tem problemas de relacionamento com alguns jogadores e tem como maior desafeto o vice-presidente de finanças do clube, Michel Levy, com quem às vezes troca farpas publicamente. Levy mexeu a peça do tabuleiro ao capitanear a contratação de Vagner Love, e posar para fotos e entrevistas colado e ao lado do novo contratado do clube.

Isolado, Luxemburgo precisa de uma vitória nesta quarta, sobre o Potosí, pela primeira fase da Libertadores e garantir a vaga na fase de grupos para ter uma sobrevida. Ele já avisou que não abre mão da multa rescisória de R$ 4 milhões.

Essa é mais uma manobra de Luxemburgo, que sabe das dificuldades financeiras do clube e o peso da eventual dívida. O ato final pode ocorrer nesta quarta. Após perder por 2 a 1 para os bolivianos, fora de casa, o Flamengo precisa vencer nesta quarta, no Engenhão, por 1 a 0 ou por dois gols de diferença, para ir à fase de grupos do torneio continental. 




Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário