sábado, 21 de janeiro de 2012

Com excesso de lixo, riacho transborda e alaga residências em Bebedouro

Moradores reclamam que Prefeitura começou serviço de desassoriamento, mas não terminou


Ricardo Almeida mostra a quantidade de lixo acumulada no sítio Santa Clara 
Moradores da rua Manoel Almeida, localizada em Bebedouro, denunciaram, na manhã deste sábado (21), que o excesso de lixo está provocando alagamento do Riacho Silva. A água suja, segundo a comunidade, chegou a invadir as casas nesta madrugada, prejudicando várias pessoas. 

De acordo com o presidente da Associação Viva Maceió Ricardo Almeida, uma draga chegou a começar o serviço de desassoriamento do riacho, ainda em 2010, mas o trabalho não foi finalizado. A Superintendência de Limpeza Urbana do Município (Slum) informou que, até o fim da tarde, deve ir ao local para tentar solucionar o problema. 

"O que acontece é que o rio transborda e, com o lixo, tudo fica alagado. Em outubro de 2010, começaram a usar a draga, mas deixaram ela parada quando chegou na cavalaria e, desde então, ela está lá detida", explica. "Agora já estamos em janeiro de 2012 e o trabalho que seria finalizado em Juvenópolis ficou parado". 


Várias solicitações já foram entregues à Prefeitura 


Ainda conforme Almeida, foram entregues várias solicitações à Prefeitura, mas nenhuma resposta foi emitida a respeito. "Em 2011 entregamos um documento solicitando a solução e finalização do trabalho, mas nada foi feito. Agora estamos sofrendo com todo esse lixo, que é proveniente de vários lados, como Chã de Bebedouro e Tabuleiro do Martins", acrescenta. "Vários moradores já perderam equipamentos em suas residências devido a esse problema. O que nós queremos é que o Ministério Público investigue o porquê a draga não está em funcionamento.".




Fonte: Gazeta Web

Nenhum comentário:

Postar um comentário