sábado, 21 de janeiro de 2012

Mais de 5 mil fazem concurso do MPE neste domingo (22)

Provas de nível superior terão 100 questões; portões fecham às 12h40


5.945 candidatos inscritos aos cargos de nível superior fazem provas do concurso do Ministério Público Estadual neste domingo (22) em Maceió, Arapiraca, Penedo, Delmiro Gouveia e União dos Palmares. Já os 9.855 candidatos que concorrem aos cargos de nível médio farão no dia 29 de janeiro. Um esquema especial de segurança também foi elaborado para evitar tentativas de fraudes no dia do concurso – com portões sendo fechados às 12h40 (no horário de Alagoas). Todo o processo é desenvolvido pela Fundepes/Ufal.

A remuneração inicial para os cursos que exigem nível superior é R$ 3 mil. Para analistas na área jurídica (17 vagas), exclusivamente, para bacharéis em Direito. Na área administrativa são ofertadas (11 vagas) para quem concluiu graduação em qualquer curso superior, mas também há vagas destinadas para formados em Administração Pública, Ciências Contábeis, Comunicação Social, Informática, Direito e Economia. Também serão realizadas provas para o preenchimento de cadastros de reserva para os cursos de Biblioteconomia, Informática, Psicologia e Serviço Social. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

As provas contam com 100 questões, sendo 50 de conhecimento básico (Português, raciocínio lógico, Informática, Fundamento da Administração Pública e Legislação aplicada ao MPE) e outras 50 de conhecimento específico para cada área. O gabarito do nível superior será divulgado no site da Copeve a partir das 21h do dia 24 de janeiro. 

Convocação

De acordo com o procurador-geral de Justiça, Eduardo Tavares, as vagas dispostas no edital serão imediatamente supridas em 2012. Durante a validade do concurso, que será de 2 anos, prorrogável por igual período, devem surgir muitas outras vagas: hoje há mais de 120 claros, a serem preenchidos nos próximos anos. A Comissão do Concurso é presidida pelo procurador de Justiça Afrânio Roberto Pereira de Queiroz e conta ainda com os promotores de Justiça Humberto Pimentel Costa e Carlos Omena Simões.

locais

As fortes chuvas que caíram na madrugada da sexta-feira (20), danificaram as salas de aula da escola José Camerino, no Cepa. Com isso, a Copeve foi obrigada a fazer uma mudança. Agora, as provas que iriam ser aplicadas na escola José Camerino, foram transferidas para a escola Correia Titara, também localizada no CEPA. 

Além destas duas unidades, mais 07 escolas do Cepa serão utilizadas pela Copeve no concurso do MP. São elas, Afranio Lages, Dom Pedro II, Laura Dantas, Moreira e Silva, Princesa Isabel, Teotonio Vilela e Vitorino da Rocha.
Fora do complexo do Cepa também serão usadas as estruturas das escolas Margatez Lacert no Tabuleiro do Martins; Rosalva Pereira Viana na Santa Lucia
e Tavares Bastos no Farol.




Fonte: Gazeta Web com Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário