terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Site teve sobrecarga de acessos, diz Bradesco

Alguns clientes não conseguiram entrar na página na 1ª tentativa, diz diretor. Banco não confirmou se demanda fora do comum foi ação de hackers


O canal de internet banking do Bradesco recebeu mais do que o dobro da quantidade usual de acessos na manhã desta terça-feira (31), o que causou lentidão e fez com que alguns clientes não conseguissem entrar na página na primeira tentativa, disse nesta tarde o diretor-vice-presidente da instituição Aurélio Conrado Boni.

Boni não confirmou, contudo, se a demanda fora do comum foi uma ação de hackers, apesar de o grupo hacker Anonymous ter assumido a autoria do ataque ao site do banco. Em mensagem publicada no Twitter, eles afirmam que o "alvo foi atingido" e que o site bradesco.com.br "está à deriva".

“Esse assunto é delicado. O que percebemos aqui no Bradesco, no nosso canal de internet banking (...), é que por volta das 10h tivemos uma grande quantidade de acesso, que é acima dos limites. Trabalhamos com uma quantidade de 42% de utilização e ela chegou aos 100%. Isso provocou uma intermitência entre dez horas e pouco até o meio dia, depois normalizou totalmente”, explicou.

Apesar de não confirmar se foi um ataque ou não, o diretor disse que a sobrecarga não é normal. "O que a gente nota é que não é comum. Alguma atividade foi realizada através dos acessos que chegou nesse ponto (...). O número de acessos foi acima do dobro da nossa normalidade."

De acordo com ele, a quantidade de transações por meio do internet banking do Bradesco chega a 5 milhões por dia, considerando todo tipo de consulta, como a saldos e estratos.

O diretor ressalvou que a sobrecarga de acessos aconteceu apenas na página inicial do site do banco. “Depois que o cliente passava por essa página inicial, o internet banking respondia normalmente. É como se tivesse uma fila, e essa fila ficou enorme. A gente não caracterizou que o site ficou fora do ar, só que existiu uma lentidão mais forte em alguns momentos”, afirmou.

De acordo com Boni, o fato acabou por prejudicar o cliente que usa bastante o internet banking, lembrando, contudo, que há outros canais.

O diretor afirmou que o banco possui uma série de softwares de prevenção contra a grande quantidade de acessos. “Cada acesso tem um endereço. Nossos softwares indicam se tem muitos acessos de um mesmo endereço e ele é retirado do ar." Boni afirmou que, nesta manhã, alguns desses endereços foram identificados e retirados. Ele não informou, contudo, se eram clientes ou não.

Prevenção

Boni não descartou que outra grande quantidade de acessos como a de hoje aconteça novamente, mas garantiu que o banco possui uma “equipe competente” que trabalha para suportar essa quantidade de tráfego. De acordo com ele, o banco é atendido por três operadoras diferentes que podem minimizar o excesso de acessos.




Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário