sábado, 4 de fevereiro de 2012

Conselho egípcio quer antecipação das eleições

Preparativos para eleição devem começar em 23 de fevereiro. Recomendação pode resultar em pleito presidencial em abril


Um conselho civil designado para orientar os governantes militares do Egito afirmou no sábado que os preparativos para uma eleição presidencial devem começar no dia 23 de fevereiro, um passo que deve antecipar a eleição presidencial prevista para junho.

A recomendação do órgão consultivo foi a resposta para uma semana de violência, resultado das crescentes críticas ao governo do Conselho Supremo das Forças Armadas, que assumiu o poder de Hosni Mubarak há um ano.

O conselho consultivo disse que candidaturas formais para a presidência devem ser aceitas a partir 23 de fevereiro, quase dois meses mais cedo do que a data de 15 de abril previamente anunciada pelas autoridades. A recomendação foi feita em um memorando que os membros do conselho disseram ter sido enviado aos generais no poder. Três membros do conselho disseram que a recomendação pode resultar em uma eleição presidencial no mês de abril, enquanto um quarto disse que poderia trazer a eleição para maio.

"O conselho consultivo vai considerar interromper suas reuniões se o conselho militar não responder", disse Sherif Zahran, um membro do grupo, à Reuters, lendo uma declaração elaborada durante a reunião.

Mona Makram Ebeid, outro membro do grupo, disse à Reuters: "Em vista da gravidade dos acontecimentos, da carnificina ocorrida, não podemos ficar em silêncio, não podemos esperar. "O governo liderado pelo Exército enfrentou críticas durante a semana por não impedir um desastre no estádio de futebol, onde 74 pessoas foram mortas. O incidente gerou protestos, nos quais outras 12 pessoas morreram.






Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário