segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Museu Floriano Peixoto apresenta exposição de Bumba-meu-boi

Mostra homenageia o radialista Luiz de Barros, percussor dos concursos de bois em Alagoas


A partir desta terça-feira (7), a exposição Bumba meu boi - Nosso Patrimônio Cultural estará aberta à visitação no Museu Palácio Floriano Peixoto (Mupa). A mostra reúne uma série de fotografias do concurso de Bumba meu boi realizado em fevereiro de 2011, além de trazer ao público bumbás das agremiações Boi Gavião e Boi Vingador.

A exposição das peças singulares do boi alagoano tem como objetivo promover a valorização das manifestações populares, bem com seus mestres e ritmos. A iniciativa é da Liga dos Grupos de Bumba meu boi de Maceió e da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

De acordo com o presidente da liga, Eugenio Vilela, a exposição, que esteve por dois meses no Memorial à República, faz nesta edição uma homenagem ao radialista Luiz de Barros, que completa 50 anos de carreira em 2011. “Estamos prestando uma justa homenagem ao percussor dos concursos de Bumba meu boi em Alagoas. Luiz de Barros deu início, em 1994, aos concursos nos bairros de periferia, trazendo-os para a região central da cidade e realizando também concursos em diversos municípios do Estado”, destacou.

Ainda de acordo com Eugenio Vilela, este ano será realizado o 20º Concurso de Bumba meu boi, que conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura. “Mais uma vez, mostraremos toda a tradição desta manifestação popular alagoana”, afirmou ele.

Além dos próprios bumbas, instrumentos percussivos do Bumba meu boi também fazem parte do acervo da exposição, assim como peças em papel confeccionadas pelas comunidades participantes.

Eugênio Vilela explica que, por meio de discussões realizadas no seminário ocorrido na última exposição no Memorial à República, foi verificado que Alagoas dispõe de instrumentos específicos de percussão que compõem a manifestação. “Além do surdo, repique, tarol e violão, foi adicionada a timba, elemento que faz a abertura e marcações da brincadeira”, explicou ele.

O secretário de Estado da Cultura, Osvaldo Viégas, destaca a importância de preservar e valorizar essa manifestação cultural tão forte em Alagoas. “Incentivamos esses momentos para que a população, turistas e crianças conheçam um pouco mais sobre o bumba meu boi, que é um folguedo característico de Alagoas”, disse.

Doação 

Parte da exposição, a peça de bumbá Boi Jaguar foi doada à Secult pelo presidente da Agremiação Boi Jaguar, Maxzoomilx Simões. O grupo foi fundado em 1995 e dispõe de 70 integrantes. Atualmente, existem 35 grupos de Bumba meu boi em Maceió, localizadas nos bairros da Ponta da Terra, Pajuçara, Jatiúca, Cruz das Almas, Santo Eduardo, Poço, Trapiche, Vergel, Ponta Grossa, Jacintinho e Vale do Reginaldo.

A exposição ficará aberta até março. A visitação acontece às terças, quintas e sextas-feiras, das 8h às 17h; às quartas-feiras, das 8h às 21h; e sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h. Mais informações nos telefones 3315-7874 e 8882-5626.






Fonte: Agência Alagoas

Nenhum comentário:

Postar um comentário