sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sindicância terá 30 dias para apurar denúncias na Casa da Moeda

Prazo consta em portaria publicada no 'Diário Oficial da União'. Comissão poderá ter acesso a documentos e colher depoimentos


Portaria do Ministério da Fazenda publicada no "Diário Oficial da União" desta sexta-feira (3) indicou os integrantes da Comissão de Sindicância que foi aberta para apurar denúncias de corrupção na Casa da Moeda, e estabeleceu um prazo de 30 dias para a conclusão dos trabalhos.

"Para bem cumprir as suas atribuições, a Comissão terá acesso a toda documentação necessária à elucidação dos fatos, bem como deverá colher quaisquer depoimentos e demais provas que entender pertinentes", informou a portaria publicada no Diário Oficial.

Nesta quinta-feira (2), o Ministério da Fazenda, ao qual a Casa da Moeda é subordinada, informou que a abertura de investigação foi motivada por reportagens publicadas nos últimos dias. Na quarta e quinta-feiras, o ministro Guido Mantega, titular da pasta, foi questionado pela imprensa sobre as denúncias envolvendo a Casa da Moeda, mas não quis dar declarações aos jornalistas.

Denúncias

Segundo reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" publicada nesta terça (31), o ex-presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci Martins, que foi exonerado pela presidente da República, Dilma Rousseff, é suspeito de receber propina de fornecedores do órgão por meio de duas empresas no exterior. Ao jornal, ele atribui a denúncia a uma briga partidária dentro do PTB, que indicou seu nome.

O presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, defendeu que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, vá ao Congresso dar explicações sobre a demissão do presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci.

Segundo Jefferson, a indicação de Denucci para o cargo foi feita por Mantega e respaldada pelo PTB, e por isso o desgaste pela demissão não poderia recair sobre o partido. O presidente do PTB nega que a saída de Denucci tenha sido motivada por pressão do partido.

O Ministério Público Federal já está investigando as denúncias de operações suspeitas na Casa da Moeda.






Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário