segunda-feira, 23 de julho de 2012

Alagoas sempre vocacionada para o turismo



Alagoas fica em 1º em ranking da Ematur e receberá voos fretados argentinos.
Oito estados se inscreveram, mas apenas três poderão receber voos fretados internacionais
Alagoas receberá voos fretados (charter) da Argentina durante a temporada 2012/2013. A notícia chegou no final da semana passada, quando a Embratur – responsável pela divulgação do país no mercado internacional – divulgou a pontuação do edital de fretamentos. Alagoas foi o único estado a obter a pontuação máxima.
Oito estados se inscreveram, mas apenas três poderão receber voos fretados internacionais na próxima alta estação. De acordo com os dados da Embratur, Alagoas obteve a pontuação máxima (100), o Rio Grande do Norte ficou com 82,87, sendo considerado apto a receber, e em terceiro lugar ficou a Paraíba, com 50 pontos e considerada classificada.
“É importante ressaltar que os mercados que mais competem com Alagoas no cenário nacional não se classificaram e, que junto com o Rio Grande do Norte, Alagoas será portão de entrada para voos fretados internacionais, principalmente argentinos, que visitarão o Brasil, além de proporcionar uma visibilidade maior para a região Nordeste”, explicou Danielle Novis, secretária de Estado do Turismo.
Essa é a terceira e última fase do processo. Os demais estados inscritos foram desclassificados na primeira etapa. “Agora é só autorizarmos a operação dos voos pleiteados para celebração do convênio. E que sejam bem-vindos os argentinos!”, conclui e vibra Novis.
Diante dessa condição inquestionável de Estado vocacionado para o turismo, cabe a cada um de nós alagoanos nos orgulharmos desse privilégio e participarmos incentivando o setor e coscientizando-nos cada vez mais de que é preciso tratar os nossos visitante com urbanidade, respeito e lhes oferecendo segurança e orientação total, pois, quando somos visitantes de qualquer região ou país, e somos bem tratados, sempre regressamos mais felizes e recomendando aos amigos que visitem as localidades por onde passamos.



Fonte:Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário