quinta-feira, 19 de julho de 2012

Alagoas Tem Pressa cumpre 33% das ações previstas para 2012

Reunião desta quinta (19) marca inauguração da Sala de Monitoramento e Controle de Metas



Reunião desta quinta (19) marca inauguração da Sala de Monitoramento e Controle de Metas
 O governador Teotonio Vilela Filho e o secretariado estadual estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira (19) para mais uma reunião de Monitoramento Estratégico do Programa Alagoas Tem Pressa, que teve o objetivo de analisar a execução da carteira de projetos estruturantes e apresentar seus indicadores. O encontro marcou a inauguração da Sala de Monitoramento e Controle de Metas, localizada na Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande).
“A meta principal do Programa Alagoas Tem Pressa é erradicar a pobreza extrema, promovendo maior bem estar para as pessoas, através de programas econômicos, sociais e culturais. Isso é o que perseguimos para colocar Alagoas em um ritmo de desenvolvimento no seu sentido mais amplo. Essa sala auxiliará o nosso trabalho e agilizará a conclusão ações e o cumprimento de metas", afirmou o governador Teotonio Vilela.
Para avaliar a carteira de projetos estruturantes, foram apresentados, pela secretária adjunta de Modernização e Controle de Metas da Seplande, Poliana Santana, a execução físico-financeira, as principais entregas e avanços e os marcos críticos - etapas mais relevantes - dos projetos. Do previsto para 2012, a carteira está 33% concluída.
A secretária fez questão de ressaltar que para a execução das ações é necessário que os marcos críticos sejam cumpridos, evitando assim a reprogramação dos prazos. São 1.845 marcos críticos, sendo 22% já concluídos, 73% já em andamento e apenas 5% em atraso.
“Os secretários precisam acompanhar os marcos críticos em andamento para garantir o cumprimento dos prazos. É necessário cada um conversar com seus respectivos gerentes de projetos e saber deles como estão os projetos e monitorar pessoalmente o desenvolver das ações. Todos nós estamos sendo monitorados e precisamos dar resultados”, ressaltou o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes.
Para finalizar a apresentação da carteira de projetos estruturantes, a secretária Poliana
Santana mostrou as 17 principais entregas desse último trimestre. Estão previstas para esse ano 185 entregas e até o momento foram realizadas 83. Entre as ações desse último trimestre, destaca-se a construção e a aquisição de equipamentos para as 20 Unidades Básicas de Saúde (UBS) em 20 municípios e a distribuição de 836 toneladas de sementes nos 102 municípios alagoanos, beneficiando 75 mil agricultores familiares. A conclusão da reforma da UTI materna do hospital de Santana do Ipanema também merece ser citada, visto que foi concluída dois anos antes do previsto.
INDICADORES
O Programa conta com 14 indicadores de Governo, 72 indicadores setoriais e 23 de projetos, quantificáveis que informam se o Estado está avançando. A análise qualitativa é feita em cima de estatística e permite um acompanhamento mensal dos indicadores do governo. Na reunião de hoje foram discutidos três indicadores, o de mortalidade infantil, pobreza e taxa de homicídios.
PROGRAMA BRASIL MAIS SEGURO
Com o lançamento do Programa Brasil Mais Seguro em Alagoas, no dia 27 de junho, houve o fortalecimento das ações previstas nos projetos da Secretaria de Estado da Defesa Social (SEDS).
Entre as ações que avançaram, foi destacada a construção de um novo Instituto Médico Legal (IML) de Maceió e a construção do módulo de segurança máxima de Maceió (96 vagas), que já tiveram a ordem de serviço assinada. Outros marcos críticos superados foram a contratação da empresa para implantação do vídeo monitoramento na capital; a abertura do concurso para 1.040 novos policiais militares; e os dez terrenos cedidos e desocupados para construção de Bases de Segurança Comunitária, sendo seis em Maceió, três em Arapiraca e uma em Marechal Deodoro.
BANCO MUNDIAL
O secretário Luiz Otavio Gomes aproveitou a oportunidade para dar um retorno aos secretários sobre a missão do Banco Mundial (BIRD) que ocorreu entre os dias 04 e 17 de julho na Seplande. A missão teve um caráter fiduciário, ou seja, teve a finalidade de avaliar a capacidade técnica de execução das ações propostas pelas secretarias. O montante do empréstimo é de US$ 150 milhões e será aplicado em ações inseridas no Programa Alagoas Tem Pressa.
“São recursos disputados por todos os estados e instituições no mundo inteiro e essa é a nossa oportunidade de trazer o Banco para o Estado de Alagoas, que é o que eles sempre quiseram, mas nunca tinham conseguido uma interlocução confiável”, concluiu o governador.
O contrato com o Banco será assinado até o final de 2012 e os recursos serão desembolsados no primeiro trimestre de 2013. Oito secretarias serão contempladas com os recursos do Banco, são elas: Assistência e Desenvolvimento Social, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Educação, Saúde, Defesa Social, Agricultura, Seplande e Gestão Pública. Além do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (ITEC). 



Fonte: Assessoria / Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário