terça-feira, 24 de julho de 2012

TIM precisa investir mais em atendimento, diz Anatel

Agência está preocupada com o aumento de demanda durante Copa do Mundo


A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) avaliou que o plano de investimentos da TIM, apresentado à agência nesta terça-feira (24), precisa direcionar mais recursos para melhorar o atendimento em call centers. De acordo com o superintendente da Anatel, Bruno Ramos, a empresa contemplou somente a parte de infraestrutura de rede.

- 80% do plano que a TIM encaminhou foi de investimento em rede. Nós solicitamos uma melhoria dentro do plano para especificar o atendimento em call center, a construção de novos postos e novos equipamentos.

A Anatel também pediu mais detalhamento sobre quais medidas serão adotadas para a TIM conseguir atender os futuros clientes. O superintendente se mostrou preocupado com o pico da demanda durante a Copa do Mundo.


No plano, a TIM mantém a mesma estimativa de investimentos que já estava prevista antes da punição: R$ 9,5 bilhões nos próximos três anos. Somente em 2012 serão investidos R$ 3,5 bilhões.

A diferença está no direcionamento dos recursos. Segundo executivos da empresa, este ano a TIM vai aplicar cerca de R$ 500 milhões no aprimoramento da rede.
 
Plano de 800 páginas 

Executivos da TIM elaboraram um plano de investimentos com cerca de 800 páginas detalhando quais as providências serão tomadas para melhoras a qualidade dos serviços oferecidos aos clientes. O planejamento é uma exigência da Anatel para permitir que as empresas voltem a vender novos chips de celular. 

Claro e TIM já entregaram o planejamento à agência e agora trabalham nos ajustes solicitados pela Anatel. A Oi apresenta, nesta quarta-feira (25), seu plano de investimentos.

Punição


Desde segunda-feira (23), a TIM está proibida de comercializar novas linhas de internet em 19 unidades da federação: Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins, além do Rio de Janeiro.
 
Oi e Claro também sofreram punição. As vendas da Oi estão vetadas no Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rio Grande do Sul. Já a Claro está proibida de negociar chips e internet em Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.








Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário