segunda-feira, 23 de julho de 2012

Zinho critica ex-técnico e pode anunciar hoje Dorival

Joel Santana não trabalha mais no Flamengo
Após oficializar a demissão de Joel Santana no início da tarde de ontem, o diretor executivo de futebol do Flamengo, Zinho, reuniu a imprensa no Ninho do Urubu para justificar a saída do treinador. O dirigente admitiu que o clima estava insustentável para o antigo comandante dentro do clube e que a rescisão de seu contrato foi apenas parte do "conjunto da obra" que já vinha se desenhando. 

O dirigente rubro-negro ainda descartou repetir o que foi feito pelo companheiro Fernandão, ex-diretor do Internacional, que demitiu Dorival Jr e assumiu o comando técnico do time. "Nenhuma hipótese. Se eu estou diretor, assim continuarei sendo. Até por respeito a quem estava aqui, eu jamais poderia fazer isso. Não acho nada correto", admitiu Zinho, antes de explicar a demissão de Joel. 

"A situação para ele estava insustentável. Em outros momentos, eu banquei. Mas agora não dava mais. A demissão aconteceu pelo conjunto da obra. Precisávamos de uma mudança. Nós já vínhamos analisando o rendimento da equipe, o dia a dia do trabalho, e não estávamos gostando. Não foi uma decisão tomada da noite para o dia. Analisamos a posição na tabela e a possibilidade de uma nova comissão técnica resgatar esse grupo", explicou o diretor de futebol rubro-negro 

Zinho ainda fez questão de ratificar que o clube da Gávea cumprirá com todas as obrigações trabalhistas previstas no contrato de Joel, como a multa de R$ 2 milhões em caso de demissão. "Existe uma contrato e o Flamengo vai cumprir. Desta vez, nem pensamos neste aspecto financeiro, mas na necessidade técnica da demissão", salientou. 

Já pensando no futuro, Zinho admitiu ainda a pressa na busca por um novo treinador. O dirigente, que revelou já ter um nome de preferência, evitou especulações e disse que espera anunciar oficialmente um técnico antes da próxima quinta-feira, quando o time encara a Portuguesa. No clube já se fala como certa a contratação de Dorival Jr, demitido do Internacional. Oficialização deve ser hoje. 

"Sei que hoje [ontem] não vou conseguir. Mas, se possível, quero fechar até amanhã (hoje). Quero anunciar antes da partida de quinta-feira. Precisamos deste nome o quanto antes. Tenho uma preferência, mas não vou revelar. Temos que evitar o vazamento. Sei que é difícil, mas da minha boca ninguém vai escutar nada. Só quando a coisa for oficial", disse, traçando um perfil para o novo treinador. 

"Quero um treinador vitorioso. Um cara de conduta firme, disciplina, seriedade, ligado à modernização do futebol", encerrou. 








Fonte: Diário de Cuiabá 

Nenhum comentário:

Postar um comentário