quarta-feira, 1 de agosto de 2012

ASA cede empate ao Bragantino e continua no rebaixamento


O ASA deixou escapar sua segunda vitória fora de casa nos acréscimos, contra o Bragantino, na noite desta terça-feira e por isso permanece na zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B, temporada 2012. O jogo, que marcou a estreia do técnico Nedo Xavier na equipe arapiraquense, foi 2x2 e todos os gols foram assinalados na etapa complementar.
O Bragantino, que abriu o placar, marcou com Paulo Renê e Lincom. Já o ASA estufou a rede adversária com Roberto Jacaré e Lucas. O empate mantém o Bragantino em 16º, só que com 12, e o ASA em 17º lugar, agora com 11 pontos.
Na próxima rodada (15ª), o ASA recebe a visita do América-MG, sábado que vem, às 16h20, enquanto que o Bragantino vai a Salvador para enfrentar o Vitória na sexta-feira, às 21h.
Em jogo tecnicamente fraco, Bragantino teve mais posse de bola - Não foi uma partida tecnicamente boa, justificando até a posição que ambas equipes ocupam na tabela. Porém, o Bragantino teve maior volume de jogo e começou assustando logo aos três minutos quando o armador Paulo Renê apareceu livre na área do ASA para cabecear livre de marcação e a bola passar muito perto do poste direito da meta defendida pelo goleiro Gilson. E aos 9 minutos o ASA recebeu uma bola no travessão através de chute da intermediária desferido pelo atacante Leo Jaime.
Na maioria das vezes perdendo a bola no meio de campo, o ASA só criou uma única boa oportunidade aos 36 minutos, em cobrança de falta batida com muita força e à meia altura por Didira, que acabou se chocando no tórax do arqueiro Rafael Santos e foi para a linha de fundo, em escanteio.
Emoções ficam para o 2º tempo - A etapa final começou como iniciou: o Bragantino tomando a iniciativa do ataque, tanto que aos oito minutos a defesa do ASA teve que se virar, ou melhor o goleiro Gilson ao espalmar para corner um forte chute de Lincom que tinha endereço certo.
O que o goleiro Gilson não contava era com uma bola mal atrasada do zagueiro Diego Borges, que acabou se transformando em passe perfeito para Paulo Renê abrir o placar aos 16 minutos ao dar um leve toque por cima de Gilson quando já havia invadido a área do ASA.
O gol sofrido acordou o ASA, que logo em seguida poderia ter empatado não fosse a zaga do Bragantino ter interceptado passe de Lúcio Maranhão para Didira, que estava livre, invadindo a área adversária. Mas aos 24 minutos, em passe de Didira, Roberto Jacaré não perdoou. O atacante alvinegro invadiu a área do Braga, pelo setor esquerdo e chutou cruzado, por cima, enquanto o goleiro Rafael Santos se agachava para tentar praticar a defesa. Empate alvinegro, que na base da raça chegaria à virada aos 38 minutos, fruto de uma bela jogada pela esquerda e que agora foi Roberto Jacaré quem deu o último passe para Lucas. Este, de primeira, deu uma linda finta no zagueiro Walter e ao invadir a área adversária tocou rasteiro no canto esquerdo de Rafael Santos.
Porém, quando parecia que a vitória voltaria após seis rodadas, o zagueiro Diego Borges, que já falhara no primeiro gol, segura em Lincom na sua pequena área e o jogador do Bragantino cai, com o árbitro assinalando pênalti. O lance já entrava para os acréscimos e o próprio atacante da equipe paulista foi para a cobrança para novamente igualar o placar aos 47. Dois minutos após o jogo foi encerrado para frustração de todos no ASA.



Fonte: Futebol Alagoano

Nenhum comentário:

Postar um comentário