quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Base Comunitária do Vergel comemora um ano com ações sociais

Divididos em turnos de escalas e em quatro grupos por área de atuação, os policiais saem às ruas para atender ocorrências da comunidade e realizar visitas



Integração. Foi com esta palavra-chave que policiais militares, comunidade e poder público comemoraram na manhã desta quinta-feira, dia 2, o primeiro aniversário da Base Comunitária de Segurança do bairro do Vergel do Lago. O evento ocorreu na Praça Virgem dos Pobres, onde a base funciona através do trabalho de vinte policiais militares comandados pelo sargento João Bittencourt.
Divididos em turnos de escalas e em quatro grupos por área de atuação, os policiais saem às ruas para atender ocorrências da comunidade e realizar visitas onde conhecem de perto a realidade dos moradores. A dona de casa Nicéia de Lima, de 45 anos, é uma das moradoras satisfeitas com a implantação da base no local onde mora.
“Moro aqui há muitos anos e nunca vi esse bairro tão tranquilo. Hoje podemos sair de casa com segurança, pois sempre vemos os policiais nas ruas. Eles vêm até a nossa casa, conhecem nossa família e procuram saber dos nossos problemas, da nossa realidade. Em um ano, a mudança foi grande e para melhor, com certeza”, comemora dona Nicéia.
O evento contou com a entrega de certificados a diversos representantes do poder público, líderes comunitários, representantes da sociedade civil e colaboradores do policiamento comunitário no bairro. Ao longo da praça, foram montados diversos estandes para oferecer serviços diversos à população. Durante toda a manhã, uma equipe de profissionais da Diretoria de Saúde da PM oferecia serviços como aferição da pressão arterial, distribuição de preservativos, orientações sobre saúde bucal e doenças sexualmente transmissíveis, distribuição de panfletos educativos, entre outros.
As diversas unidades da PM também tiveram a oportunidade de apresentar o trabalho que realizam. Policiais do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) reuniram as crianças da comunidade e realizaram atividades educativas para reforçar a resistência a qualquer tipo de violência ou vícios. Equipes do Regimento de Polícia Montada (RPMon) e do Canil do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) também fizeram demonstrações com os cavalos e cães adestrados enquanto policiais do Batalhão Ambiental apresentavam à comunidade o trabalho de conscientização ambiental que realizam
A integração entre a comunidade e a polícia também foi evidenciada quando um pastor abriu as portas de uma igreja local para abrigar os participantes do evento e exibir um vídeo mostrando as principais ações e projetos realizados pelos integrantes da base com a comunidade ao longo deste primeiro ano.
O comandante-geral da PM, coronel Dimas Barros, juntamente com o comandante da base, sargento Bittencourt cortaram a primeira fatia do bolo em comemoração ao 1º ano de implantação da base. Para o comandante, a filosofia de Polícia Comunitária, vem trazendo excelentes resultados para a área de Segurança Pública em Alagoas.
“O policiamento comunitário, desde o seu início, vem surtindo efeito direto nos números. Hoje, quando uma base é instalada em um local, os índices de violência caem drasticamente na região. É a aproximação da polícia com a comunidade que estabelece a confiança para que se possa pedir e aceitar ajuda. Os homens e mulheres que desenvolvem este tipo de policiamento merecem ser reconhecidos porque o resultado é fantástico. E quando a comunidade também se envolve, o resultado torna-se ainda melhor e é o que vemos aqui no Vergel. Continuem assim, para que continuemos traduzindo esforços em resultados”, frisou o coronel Dimas, já divulgando o anúncio do Governo do Estado que prevê, em breve, a instalação de mais cinco bases comunitárias, sendo três em Maceió e duas no município de Arapiraca.
O pensamento do comandante-geral da PM é reforçado pelo comandante da base comunitária, sargento Bittencourt. Para ele, a Polícia Comunitária é um modelo que dá certo. “Em 20 anos de corporação, nunca trabalhei com tanto afinco e dedicação, pois vemos os resultados e acreditamos que dá certo. A comunidade se aproxima, se envolve e o trabalho se torna ainda mais proveitoso”, afirmou.
O dia-a-dia da Base
Para chegar a resultados tão expressivos, os policiais desenvolvem um trabalho com muita dedicação. As atividades se dividem em elaboração e realização de projetos, capacitação com o Núcleo de Polícia Comunitária da PM, visitas domiciliares, atendimentos a ocorrências e desenvolvimento de relatórios de trabalho. Somente entre os meses de outubro/2011 e junho/2012 mais de 500 visitas domiciliares foram realizadas e mais de 2.300 ocorrências da comunidade atendidas.
O reflexo do resultado do policiamento também está presente na redução do número de homicídios na região que vêm caindo ao longo dos meses. Em dezembro do ano passado, foram seis registros, contra cinco no último mês de fevereiro e um no mês de junho deste ano.
Neste período de um ano, a base também realizou diversas atividades e projetos com a comunidade, como a Festa Criança Feliz, Colônia de Férias, visitas ao Museu Theo Brandão e ao Planetário Observatório Astronômico Genival Leite Lima, torneio de futebol e realização dos festejos juninos.

Estrutura
A Base Comunitária de Segurança é dotada de três salas, banheiros feminino e masculino, além de veículos de patrulhamento próprio e efetivo total de 20 policiais, sendo quatro por turno.

Localizado na Praça Virgem dos Pobres, a base conta com uma viatura e duas motocicletas que servem para auxiliar os trabalhos desenvolvidos pelos policiais. A base funciona 24 horas e tem efetivo que combatem os ilícitos através do novo modelo de policiamento baseado na aproximação do policial com a comunidade.  



Fonte: Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário