sábado, 11 de agosto de 2012

Milton Nascimento é atração do Aplauso deste domingo


Programa vai ao ar neste domingo (12), das 10h ao meio-dia, pela Educativa FM
O Aplauso deste domingo (12) convida os fãs de Milton Nascimento a fazer um passeio pela vida e obra do artista, considerado tanto no Brasil quanto no exterior um dos maiores cantores da música brasileira, além de ser um compositor consagrado, que influenciou toda uma geração de músicos. O programa vai ao ar das 10h às 12h, pela Educativa FM.
Desde cedo, Milton tinha consciência de sua voz extraordinária e começou aos 13 anos como crooner, profissão que buscou resgatar recentemente com o CD "Crooner", de 1999. Na adolescência, integrou o conjunto Luar de Prata com Wagner Tiso, cuja mãe lhe deu as primeiras noções de piano.
Trabalhou na Rádio Três Pontas como DJ, locutor e diretor e, em 1963 e 1964, participou do grupo W's Boys, que se denominava assim porque os nomes de todos os integrantes começavam com W: Wagner (Tiso), Waltinho, Wilson e Wanderley, o que obrigou Milton a se tornar "Wilton" por algum tempo.
Transferiu-se para Belo Horizonte a fim de estudar Economia e lá conheceu alguns músicos que viriam a ser seus parceiros, como Márcio Borges, seu irmão Lô Borges e Fernando Brant. Na capital mineira, participou de diversos conjuntos e foi, em 1965, para o Rio de Janeiro, onde chegou a gravar com o grupo Sambacana.
Participou de festivais em 1966 e 1967, quando obteve o segundo lugar com "Travessia", sua e de Fernando Brant, e ganhou o prêmio de melhor intérprete. Gravou o primeiro disco nesse mesmo ano, viajando em seguida para os Estados Unidos, onde gravou "Courage", em 1968.
A partir daí, gravou discos que marcaram época, como "Milton", "Minas", "Milagre dos Peixes" e os dois volumes de "Clube da Esquina", que acabaram intitulando toda a geração mineira emergente, como Lô Borges, Beto Guedes, Toninho Horta, Wagner Tiso, Nivaldo Ornellas, Nelson Ângelo, Tavito e outros. Nos anos 70, teve algumas músicas censuradas pelo regime militar e gravou outros discos nos EUA, com a participação de Airto Moreira, Herbie Hencock, Wayne Shorter e outros. Em 1998, ganhou o Grammy na categoria World Music com seu disco "Nascimento".
No repertório, alguns dos maiores sucesso do artista como: "Caçador de Mim" (Luís Carlos Sá/ Sérgio Magrão), "Nos Bailes da Vida", "Canção da América" (com F. Brant), "Coração de Estudante" (com W. Tiso), "Maria Maria" (com F. Brant), "Sentinela" (com F. Brant), "Encontros e Despedidas" (com F. Brant), "O Cio da Terra" (com Chico Buarque), "Fazenda" (com Nelson Ângelo) e "Cravo e Canela" (com R. Bastos).



Fonte: Agência Alagoas

Nenhum comentário:

Postar um comentário