quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Moradores interditam AL-210 e exigem que recapeamento seja concluído

Engenheiro do DRE foi ao local, mas manifesntantes não aceitam ação paliativa de tapa buracos

Motoristas divulgam imagem de trecho
da AL 210 em péssimas condições
Moradores dos municípios de Atalaia e Capela bloquearam, na manhã desta quarta-feira (15), um trecho da rodovia AL-210, em protesto contra as más condições da pista.
Eles interditaram a via com galhos de árvores, pneus e veículos. Os moradores exigiram a presença de um representante do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), que se comprometesse a concluir a obra.
Ainda de acordo com os manifestantes, há muitos buracos na rodovia. A situação fica pior em dias de chuva. Eles relatam que, além dos acidentes, muitos carros têm os pneus rasgados.
Um engenheiro do DER, Franklin Vasconcelos, foi ao local com uma equipe para tapar os buracos. Mas, de acordo com ele, os moradores se recusam a liberar a pista.
“Estou propondo-lhes que liberem a pista para fazermos a primeira etapa, que seria o tapa buraco, o qual pode dar melhores condições de tráfego da rodovia. Mas eles estão querendo um documento com a data da conclusão do recapeamento. Isso eu não posso fazer”, disse o engenheiro ao Primeira Edição.
Sem recursos
A assessoria de comunicação do DER disse que o recapeamento em 41 quilômetros, do total de 43,3 km (até Viçosa), já foi concluído. O restante não foi finalizado porque o Departamento de Estradas e Rodagens perdeu as suas duas principais fontes de recursos e agora tenta junto ao governador Teotonio Vilela Filho outro meio.
“A principal seria proveniente de emendas da bancada federal, que não foram repassadas. A outra seria da CIDE, um imposto sobre a gasolina que era repassado para o órgão, mas que foi extinto pela presidenta Dilma Rousseff”, explica a assessoria de comunicação, acrescentando que o órgão deixou de arrecadar R$ 19 milhões com a extinção do imposto, valor que era utilizado para ações de conservação de rodovias, emergenciais e para a operação tapa buracos.



Fonte: Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário