quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Polícia vai investigar incidente durante visita de Dilma a Alagoas

Presidente do TJ e secretário adjunto do Estado já foram ouvidos

Presidente do TJ (de óculos escuro)
 enfrentando manifestantes
O diretor do Departamento de Polícia Judiciária Metropolitana da Polícia Civil, delegado Carlos Reis, informou nesta terça-feira (21), que deu início as investigações sobre o incidente ocorrido durante a visita da presidente Dilma Rousseff a Alagoas.
O fato aconteceu durante manifestações de movimentos sociais durante o trajeto da presidente ao polo petroquímico, na sexta-feira (17). Na ocasião, alguns veículos da imprensa e do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ) foram danificados, após o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) jogar bombas de efeito moral para dispersar a multidão.
Houve discussão e o presidente do TJ, desembargador Sebastião Costa Filho, chegou a enfrentar alguns manifestantes.
O delegado afirmou que já ouviu o desembargador, o secretário adjunto de Planejamento e Orçamento, José Cândido, além de outras testemunhas.
Ele explicou que as informações colhidas serão encaminhadas ao delegado Alcides Andrade que dará prosseguimento as investigações, já que o caso aconteceu em Marechal Deodoro, área de responsabilidade do delegado citado.
Fonte: Ascom/PC / Primeira Edição


Veja também: 

Bloqueio de trabalhadores rurais 'prende' autoridades em rodovia



Nenhum comentário:

Postar um comentário