terça-feira, 14 de agosto de 2012

Socorristas do Samu anunciam greve por tempo indeterminado

Socorristas do Samu anunciam paralisação
Categoria afirma que vai suspender serviços até que governo implemente o incentivo de risco


Os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) vão suspender as atividades por tempo indeterminado, a partir de quinta-feira (16), em Maceió e Arapiraca.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Samu (Sinsamu), Sando Monteiro, disse que os serviços vão permancer paralisados até que o governo melhore as condições de trabalho da categoria e implemente o incentivo de risco.
“Reivindicamos não somente salário, mas melhores condições de trabalho, como os EPIs [equipamentos de proteção individual], que ainda não chegaram. Também pleiteamos a criação de incentivo de risco, que existe em outros estados, pago para quem trabalha diretamente na rua. É uma gratificação específica do Samu”, explica ele.
De acordo com Sandro, durante a greve, será mantido 30% do efetivo e apenas as Unidades de Serviço Avançado (USAs) sairão às ruas. “Vamos voltar quando nos derem um valor e a data que vai nos pagar. Pedimso desculpas à população, mas não tem outro jeito!”, disse ele acrescentando que os profissionais correm risco todos os dias quando saem em ambulâncias que quebram constantemente.
“Começamos a rodar com 14 carros. Agora só temos sete ou oito, que quebram na rua a todo o momento. Vemo s a hora de faltar freio em um deles, mas não vamos deixar chegar a esse ponto. Um bem material conseguimos recuperar, mas uma vida não”.

Amanhã (15), a categoria fará assembleia, às 18h, no pátio do Samu, em Maceió, para dar as diretrizes da paralisação.




Fonte: Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário