quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Chega a Maceió o projeto itinerante da SOS Mata Atlântica

projeto visita a cidade, entre os dias 1 e 14 de outubro, no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas, com palestras, oficinas, aulas e diversas outras atividades educativas gratuitas


No mês de outubro, Maceió receberá o projeto “A Mata Atlântica é Aqui – Exposição Itinerante do Cidadão Atuante”, da Fundação SOS Mata Atlântica. A mostra conta com um caminhão adaptado para atividades de educação ambiental e uma exposição chamada “Nosso verde também depende do azul”, que apresenta um panorama sobre a zona costeira e os ecossistemas marinhos. A exposição estará no Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (CEPA) de 1 a 14 de outubro, onde serão realizadas atividades e atrações gratuitas com o público de todas as idades. O horário de funcionamento será das 10h às 17h até o dia 13 de outubro, e das 10h às 16h no dia 14 de outubro.

Durante a visita, a SOS Mata Atlântica e as instituições parceiras locais promoverão palestras, oficinas, apresentações teatrais, jogos educativos, debates, exposições, entre outras atividades. O público poderá conferir também o novo cenário interativo e aprender mais sobre a Mata Atlântica de maneira lúdica e divertida. O caminhão itinerante conta com um espaço fechado, com cadeiras, projetor e sistema de sonorização, para a realização de palestras e oficinas.

O patrocínio é de Bradesco Cartões, Natura e Volkswagen Caminhões & Ônibus e o apoio local é da Secretaria Estadual de Educação (SEE), Batalhão da Polícia Ambiental de Alagoas, Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL), Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Associação para a Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (AMANE), RPPN Reserva Ecológica Osvaldo Timóteo, Instituto Biota de Conservação, Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Mamíferos Aquáticos/ICMBio (CMA/ICMBio), Secretaria Municipal de Proteção ao Meio Ambiente (SEMPMA), Esec de Murici, Resex Lagoa do Jequiá, Associação Peixe Boi e APA de Piaçabuçu.
Esta é a segunda vez que o projeto itinerante passa pela cidade de Maceió, sendo que a primeira visita ocorreu de 1 a 5 de setembro de 2010.

A Mata Atlântica é Aqui
De acordo com o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, divulgado em maio de 2011 pela SOS Mata Atlântica e o Inpe, a Mata Atlântica cobria originalmente 53% de Alagoas e, atualmente, ocupa apenas 10% do território. Uma grande parcela destes fragmentos florestais existentes no Estado está localizada dentro de propriedades particulares.
Monitoramento da qualidade da água
Em cada cidade visitada, a Fundação SOS Mata Atlântica realiza a análise de qualidade da água de um rio, córrego ou lago local. Para isso, a ONG faz a coleta de água usando um kit de monitoramento desenvolvido pelo programa Rede das Águas, da própria Fundação, que possibilita uma análise que engloba 14 parâmetros físico-químicos, como transparência da água, lixo, odor, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio, entre outros. O kit classifica a qualidade das águas em cinco níveis de pontuação: péssimo (de 14 a 20 pontos), ruim (de 21 a 26 pontos), regular (de 27 a 35 pontos), bom (de 36 a 40 pontos) e ótimo (acima de 40 pontos).

Em setembro de 2010, a equipe avaliou a qualidade da água do Salgadinho, que somou 23 pontos, e foi classificado como ruim na análise. Depois de dois anos, será realizada mais uma análise no rio Salgadinho, para avaliar se houve alguma alteração na qualidade da água. E a novidade é que o rio Pratagy também terá análise. A coleta será realizada nos pontos mais próximos e acessíveis do local onde o projeto estará estacionado. O resultado será divulgado, ao final da estadia na cidade, no site da ONG: www.sosma.org.br. 



Fonte: Divulgação / Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário