terça-feira, 11 de setembro de 2012

Governador de Alagoas reforça segurança após ser ameaçado por presos

Integrantes de facção criminosa fizeram ameças devido à possível transferência para presídios federais


Governador Teotonio Vilela Filho

Diante da iminência de uma transferência para presídios federais, detentos ligados a facções criminosas ameaçaram de morte o governador do Estado, Teotonio Vilela Filho.
Neste final de semana, o clima ficou tenso no sistema prisional, quando os presos iniciaram um motim e quebraram celas. A informação é da repórter Carla Serqueira, do jornal Gazeta de Alagoas.
Segundo a reportagem, a ameaça foi revelada, nesta segunda-feira (10), pelo juiz da 17ª Vara Criminal da Capital, Maurício Brêda, durante reunião do Conselho Estadual de Segurança (Conseg).
O magistrado disse que os 21 presos considerados de alta periculosidade ainda não foram transferidos porque falta transporte. A Força Área Brasileira (FAB) só libera avião para transportar 54 presos, que é a lotação.
Leva-los em voos comerciais seria inviável, pois o Estado não teria dinheiro para pagar as passagens para os presos e agentes penitenciários responsáveis pela escolta. Além disso, apenas dois presos poderiam ser levados em cada viagem, por questões de segurança.
Com a demora, só aumenta o clima de instabilidade e perigo.
Ainda de acordo com a matéria, o governo de Alagoas está tentando, junto com secretarias de segurança de outros estados, lotar o avião da FAB.
Diante das ameaças, o governador reforçou sua segurança pessoal no fim de semana passado.


Fonte: Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário