terça-feira, 30 de outubro de 2012

TIM volta a comercializar chips em Alagoas


A 18ª Vara da Fazenda Pública Estadual da Capital revogou a liminar que suspendia a venda e habilitação de novas assinaturas da TIM em Alagoas. Com a decisão, nesta segunda-feira (29), os mais de 3,1 mil pontos de vendas da operadora em todo o estado - entre lojas próprias, revendas, grandes varejistas e pequenos comerciantes - voltam a atender à população. A operadora trabalha agora na atualização dos sistemas para que, gradativamente, todos os seus canais estejam aptos a fazer ativações de novas linhas.
“Alagoas é um estado de grande importância para a TIM, por isso temos trabalhado fortemente para aprimorar a qualidade da cobertura e apresentado de forma transparente a evolução dos investimentos realizados. O retorno às vendas nos motiva a reafirmar o compromisso de melhoria contínua na prestação dos serviços com o objetivo principal de garantir a máxima satisfação  dos usuários alagoanos”, ressalta Mario Girasole, Vice Presidente de Assuntos Institucionais e Regulatórios da TIM Brasil.
A determinação da Justiça foi baseada na avaliação do laudo técnico apresentado pela TIM, dando conta da efetiva ampliação da sua rede em Alagoas, em 2012. De acordo com nota divulgada pela assessoria de comunicação da TIM, de janeiro a outubro, a companhia cumpriu 93% do Plano de Ampliação apresentado para o ano, tendo instalado 717 TRX (equipamentos responsáveis pelo escoamento do tráfego) nos municípios contemplados no referido Plano.
Além dos municípios inicialmente previstos no planejamento, a TIM beneficiou, conforme a assessoria, outras seis localidades, instalando nestas mais 44 TRX, e prevê, ainda, implantar outros 36 TRX em mais cinco municípios, incrementando em 35% o Plano inicialmente apresentado.
"Essas iniciativas ampliaram a capacidade da rede da TIM no estado, que cresceu 95% entre 2010 a 2012, tornando perceptível, aos clientes alagoanos, a melhoria na qualidade das chamadas e tráfego de dados", diz a nota. 


Fonte: Primeira Edição

Nenhum comentário:

Postar um comentário